Como identificar e tratar a constipação felina

A constipação intestinal felina não é rara e, embora seja mais frequentemente encontrada em gatos mais velhos, ela pode ocorrer em gatos de qualquer idade. Geralmente, um gato tem uma ou duas evacuações diárias. Uma mudança nesse padrão pode indicar que o gato está sofrendo de constipação felina. Veja aqui algumas informações que podem ajudá-lo a identificar e tratar esta doença.

Sintomas da constipação felina

  1. Perda de apetite - Um gato que sofre de constipação fica geralmente menos interessado em comida. O gato pode ter dor de estômago sem desejo de comer, ou ele vai comer muito menos do que o normal.
  2. Idas frequentes a caixa de areia - Quando um gato está constipado ele sente vontade de utilizar a caixa de areia, mas não consegue defecar. O gato pode gastar mais tempo do que o habitual na caixa, mas não vai haver qualquer evidência de resíduos. Você também pode encontrar uma pequena quantidade de diarréia que pode até ter uma coloração ligeiramente sangrenta.
  3. Letargia - Um gato constipado fica menos ativos. Nota-se que o gato fica em um lugar calmo para dormir e é menos social.

Existem três tipos de constipação, e o tratamento irá variar dependendo do tipo específico de doença do gato. Os três tipos são os seguintes:

  1. Constipação - termo geral para o estado em que o animal não é capaz de evacuar completamente ou faz isso com muita dificuldade.
  2. Obstipação – uma simples constipação pode levar a uma situação em que o cólon do gato fica bloqueado e é incapaz de ter uma evacuação.
  3. Megacólon - Esta condição é a mais extrema das três e implica uma perda de circulação nos músculos das paredes do cólon. Isto normalmente é resultado direto de uma prisão de ventre ou obstipação, mas pode ocorrer quando material fecal permanece no cólon e se acumula, bloqueando a passagem.

Causas da constipação felina

Essa condição pode ocorrer naturalmente, mas, normalmente, é o resultado de outros fatores. Aqui estão algumas das causas mais comuns.

  1. Desidratação - A água é um componente essencial para a dieta de um gato. A falta de água pode levar ao endurecimento das fezes e dificuldade para defecar. Isto, por sua vez, pode fazer o gato ficar constipado.
  2. Dieta - Gatos precisam de uma dieta equilibrada, e nunca devem ser alimentados com alimentos humanos. Alimentos ricos, gordurosos ou salgados podem desidratar um gato, tornando-o constipado. Gatos também podem ficar constipados ao comer ossos ou outros animais, ou até mesmo cabelo. Cuidado com o gato do peso, também. Gatos com sobrepeso tendem a sofrer mais com esse distúrbio.
  3. Higiene - Acredite ou não, um gato pode evitar usar uma caixa de areia suja, e sendo uma criatura de hábitos, vai tentar segurar a evacuação em vez de usar a caixa suja. Isso pode levar a uma acumulação de matéria fecal no cólon, que irá endurecer, causando constipação. Tenha cuidado quando alterar as marcas de areia de gato. Alguns gatos frescos vão realmente se recusar a utilizar a caixa se eles não gostarem do tipo de areia!
  4. Outros fatores- Falta de exercício pode levar à constipação assim como o stress, outras doenças, ou infecções na região anal. Tumores também podem provocar uma incapacidade de fazer fezes.

Tratamento

O tratamento depende da gravidade da condição, mas geralmente envolve hidratação do gato. Uma hidratação intravenosa pode ser necessária. Um enema pode também ser necessário. Em alguns casos, o gato terá que ser anestesiado para que as fezes endurecidas possam ser removidas do cólon. Em casos graves, uma cirurgia pode ser necessária para remover parte do cólon.

Depois que o gato foi tratada e estiver em casa, tenha certeza que ele tenha muita água fresca. Alimente o gato com comidas enlatadas úmidas ao invés das secas. Depois vá misturando comida seca e úmida. Alguns veterinários recomendam acrescentar fibras na dieta do gato, em forma de farelo ou produtos farmacêuticos, como o Metamucil.