Como Escrever um Currículo para Entidades sem Fins Lucrativos

Entidades sem fins lucrativos fazem trabalhos muito bons - de arrecadar dinheiro para crianças doentes a achar lares felizes para animais abandonados. Se você gostaria de se juntar a fileira dos que trabalham para organizações sem fins lucrativos, o primeiro passo é montar um currículo que fará você ser visto e, finalmente, contratado.

Lembre-se que em primeiro lugar, uma organização sem fins lucrativos, é um negócio. Você pode se candidatar por causa dos cachorrinhos bonitos em seus materiais de publicidade, mas seu trabalho é ficar no azul. Isso significa que eles têm de ganhar mais dinheiro do que gastam com sua missão. Seu potencial de emprego é sem dúvida relacionado a isso: gerar publicidade, execução de eventos de sucesso, relações com os doadores, etc.
 
A maioria, senão todas, organizações não lucrativas responde a um conselho de administração - como uma empresa do setor privado a seus acionistas. Claro, o trabalho que você faz numa organização sem fins lucrativos, geralmente é mais altruísta do que a maioria das outras empresas, mas a linha de fundo é a mesma: você tem que produzir resultados para a organização continuar o seu trabalho.

Então, o que significa isso para o seu currículo? É essencial que você inclua exemplos de como você produziu resultados no passado. Sua experiência com resultados concretos só pode incluir o tempo que você ajudou a PTA a levantar US$500 através da venda de doces, mas apontar os resultados alcançados - "ao orientar as crianças sobre metas específicas, eu as ajudei a aumentar os seus totais sobre o ano anterior em cerca de 15 por cento" - torna-se relevante.
Outras dicas para montar um currículo de alto nível para uma organização sem fins lucrativos:

  • Conheça o seu público. A maioria dos candidatos a emprego é dito para eliminar qualquer coisa de seu currículo que possa provocar antipatia ao potencial empregador - um passado de trabalho voluntário para uma determinada religião ou afiliação política, por exemplo. Isso não é necessariamente o caso quando se escreve um currículo para uma organização sem fins lucrativos. Se você planejou um bem sucedido levantamento de fundos para sua igreja, e agora você quer ser um planejador de eventos para uma organização sem fins lucrativos, os potenciais empregadores vão ver o fato que você dirigiu com sucesso um evento - não a sua preferência religiosa.
  • Deixe de fora as pequenas coisas. Isto pode soar como uma contradição direta da sugestão anterior, mas só porque você está se inscrevendo para uma organização sem fins lucrativos, você não precisa incluir todas as atividades de voluntariado que você já fez. Enquanto isso é bom para demonstrar que você tem um espírito generoso, a organização provavelmente não quer contratar alguém com base unicamente em quantas horas por semana ele envelopou para a Fundação Salve os Guaxinins.
  • Não ignore a sua experiência empresarial. O verdadeiro motivo das organizações sem fins lucrativos, poderem continuar seu bom trabalho é porque alguém está dirigindo o negócio. Sim, o negócio. Pegue o que você tem de experiência empresarial - se fazendo o balanço na loja de beleza ou na qualidade de tesoureiro da sua fraternidade, e ponha como sua experiência que pode ajudar na lucratividade da organização.
  • Destaque seu espírito inovador. Organizações sem fins lucrativos têm de fazer muitas coisas com relativamente poucos recursos. Elas estão procurando por alguém que possa realizar grandes coisas - ou pelo menos cumprir com sucesso a descrição do cargo - sem muita ajuda material. Inclua em seu currículo como você foi inovador num projeto no passado.
  • Mostre sua flexibilidade e desenvoltura. Semelhante ao "fazer mais com menos", a mentalidade difusa, na maioria das organizações sem fins lucrativos, é a regra dura e rápida de que as coisas estão indo mal, e geralmente no último minuto. Depois que você passou meses reunindo um evento de caridade com um quarteto de cordas, o quarteto pega gripe no dia anterior e tem que cancelar. Para você, o cancelamento do evento não será uma opção. Em vez disso, você terá que permanecer flexível. Detalhes como a sua flexibilidade no passado levam a um grande resultado.
  • Inclua competências especializadas. Organizações sem fins lucrativos estão sempre à procura de pessoas que podem fazer trabalho dobrado. Se você estiver se candidatando para uma posição executiva, mas têm experiência no ensino de informática, por exemplo, não deixe de fora porque você acha que não é relevante para a posição. Qualquer coisa que você possa trazer para a organização que lhes poupe dinheiro, que usem em vez gastar em serviços, vai colocá-lo bem acima de seus concorrentes.


A última dica sobre a tentativa de garantir uma posição no mundo das organizações sem fins lucrativos é pegar a chance. Trabalho de caridade é mais adequado para alguém com muita energia e entusiasmo para a causa, e um esperto gerente de contratação sabe que uma atitude ousada importa para compensar a falta de experiência específica da vez. Portanto, não tenha medo de enviar o seu recém-criado currículo, mesmo que você não cumpra alguns dos critérios. Sua paixão pode muito bem conseguir uma entrevista, e depois o resto é com você!