Como consertar o seu amplificador de guitarra

Amplificadores de guitarra geralmente são compostos por quatro seções, daí um diagnóstico sistemático das mesmas, irá nos ajudar a solucioná-lo.

  1. Verifique as fontes de energia e fusíveis; as seções restantes presumem que  a rede elétrica está permanentemente desligada, exceto quando uma verificação específica é necessária.
  2. Seção de energia: Se o seu amplificador não funciona completamente, o problema pode ser o mais fácil de corrigir. Confira a seção de alimentação de energia. O abastecimento de energia requer que você identifique as voltagens da CC (corrente contínua). Localizá-las é muito simples. Procure um transformador - grande capacidade - de combinação retificadora. Está geralmente localizado imediatamente depois do fusível de energia no quadro do circuito. Teste as voltagens de saída, que são geralmente na faixa de 12-0-12 V / 0 - 12V e 42-0-42 / 0-80 V.
  3. O objetivo de verificar a voltagem acima é apenas para determinar se a falha reside nele ou se ela pode ser eliminada com segurança em sua verificação. Se a sua checagem não der qualquer voltagem, mova do ponto 4 para o 6. Se as voltagens forem satisfatórias, pule os ponto 4 a 6.
  4. Agora que verificamos que o problema está no nível de voltagem,  precisamos investigar esta etapa com sucesso para diagnosticar a falha. Olhe para os grandes condensadores - existem quaisquer indícios de estarem queimados?  (caracterizado pela aparência carbonizada). Cheire a seção. (Um perito é geralmente capaz de desvendar a parte destruída pela diferenciação entre "vinil queimado - transformador; 'eletrólito queimado' - capacitor e silício queimado - diodo.)
  5. Verifique o transformador utilizando um simples teste de continuidade tanto das "bobinas primárias quanto secundárias." Se está tudo bem com a continuidade, aplique eletricidade e teste a voltagem entre as bobinas secundárias (N.B use as configurações A / Cmultímetro). Se esta for satisfatória, desligue o fornecimento de eletricidade e vá para o ponto 6. Se não for recebida alimentação eléctrica na bobina secundária, apesar da voltagem sendo aplicada, substitua o transformador.
  6. Se o transformador foi seguramente eliminado como "funcional", ele é o nossa tentativa para determinar se o retificador está funcionando.Retificadores são normalmente «ponte» ou «meia-onda" e são oferecidos em diodos individuais ou em pacote. Para diagnosticar o pacote de retificador, aplique voltagem na entrada e meça a voltagem na saída. Se retificador está na forma de diodos, teste a característica transitória do diodo, como por exemplo: Faça uma verificação de continuidade nas duas extremidades do diodo - é a continuidade encontrada (y/n?) O oposto deve ser verdade quando a polaridade é invertida (alternando as extremidades contra o multímetro). Se o retificador / diodo não funcionar, substitua-o.
  7. Nesta fase, estamos confiantes de que a seção de energia está completamente funcional, e isto é caracterizada pelo fornecimento de energia para o circuito. Vamos agora avançar no sentido inverso para localizar o problema.
  8. Verificação de auto-falantes: A continuidade do auto-falante é marcada com um multímetro. Se a continuidade do auto-falante estiver aberta, temos que substituir.
  9. Temos agora a certeza de que a seção de energia e a seção de finalização estão totalmente funcionais. Agora nós vamos deixar o amplificador à mostra. Normalmente, amplificadores de guitarra são concebidos como Cat B / C -, temos de procurar um equilíbrio entre componentes do chamado 'Ponto Zero'. O 'Ponto Zero' é o ponto que alimenta o sinal da sua guitarra - este ponto é normalmente mantido em 0 V. A parte positiva da sua voltagem de entrada é alimentada através de um tendencioso transistor de energia e a parte negativa do transistor através do seu par.
  10. Depois de determinar o equilíbrio dos componentes, use um testador para suave e precisamente tocar o Ponto Zero imediatamente antes da fase final (transistores de energia perto / ligado ao auto-falante). Se um ruído de terra proeminente é ouvido nos auto-falantes, comemore que as suas despesas serão menores.
  11. Se o ruído de terra não é proeminente, Você terá que testar cada transistor desta seção para uma verificação característica transitória (como foi feita no ítem 6).
  12. Um poder transistor geralmente consiste em um revestimento metálico ao dissipador. Anexo a este revestimento, está um nó "colecionador". Tendo concluído o nó coletor, os testes de continuidade são realizados para determinar emissor e de base (ou  procure no Google o número da parte).
  13. O teste de transistor de energia é mais estrito em termos de inverter o viés testado, e uma decisão calculada tem de ser tomada dependendo das capacidades elétricas da unidade de fornecimento de energia e do circuito de tramitação da característica transitória.
  14. Se encontrar defeito, os transistores de energia são substituídos. Se não estiverem falhando, o estágio de amplificação da voltagem que precede o amplificador da energia é determinado.
  15. A fase da amplificação da voltagem geralmente consiste de um transistor fisicamente menor, normalmente um ou Ck CL 100. Teste o ponto zero para o 'ruído da terra,' cheque os viés das resistências para os valores adequados - cheire para curtos ou queimaduras.
  16. Depois de termos eliminado as fases de amplificação de energia e voltagem, a única coisa que sobra é o estágio de pré amplificação.
  17. Determinar a oarte central do pré-amplificador ou transistor; use a técnica do ponto zero oara determinar a sessão com problema. Use multímetro para determinar a característica transitória de semicondutores e componentes passivos. Verifique também se há rachaduras e quebras.