Como ensinar basquete com sucesso

Ser treinador de basquete é uma profissão altamente visível. Treinadores têm fãs atrás deles e muitas vezes estão sujeitos, ao longo de um jogo, a comentários rancorosos e fortes, inclusive (particularmente nos níveis mais jovens) aqueles vindos de pais e/ou outros membros da família. Os treinadores têm que aprender a se fazer de “surdos” em ralação aos fãs freqüentemente abusivos e questionáveis . Mas isso é mais fácil falar do que fazer.

Treinar um esporte tão competitivo como o basquete, sem dúvidas não é para indivíduos fracos do coração. Pergunte a qualquer treinador, especialmente treinadores jovens, e raramente se ouve palavras que não sejam algo semelhante a “eu não consigo pensar em outra coisa que preferiria fazer além de ajudar a cumprir um sonho atlético. Isto é recompensa suficiente”. Vejamos algumas das maneiras como você pode se preparar se decidir se tornar um treinador de basquete.

  • Você não tem que ser um “jogador estrela” para ser bem sucedido treinando basquete. No entanto, você precisa ser ou se tornar um “estudante” do jogo. O que isso significa é que você precisa conhecer o jogo; manter-se no topo das novas tendências; compreender os diferentes sistemas ofensivos e defensivos; juntar um repertório de treinos para veencer; ter uma compreensão clara dos fundamentos de execução e desenvolver uma filosofia de treino tanto para você quanto para seus jogadores.
  • Desenvolva uma filosofia de treino. Uma “filosofia de treino” é uma expressão que significa simplesmente desenvolver um “roteiro”. Em outras palavras, desenvolver um meio e um método que se tornará o roteiro para o sucesso. As filosofias de treino levam anos para se desenvolverem, mas começam no minuto em que você puser o apito no pescoço. Além disso, sua filosofia continuará a evoluir e a crescer enquanto você aprende mais sobre o jogo e a lidar com os jogadores de sua equipe.
  • Comece com uma filosofia pequena e simples em sua fase inicial como treinador de basquete. Durante esse tempo, estude as filosofias de treinamento de treinadores comprovadamente vencedores e bem sucedidos. A grande maioria deles tem livros escritos sobre o tema. Por exemplo, o mais vitorioso dos atuais treinadores de basquete, Pat Summit, escreveu três livros sobre treinamento de basquete. Sua filosofia é complexa, mas também simples; “o ataque vende ingressos, a defesa ganha jogos”. Reach for the Summit, por Pat Summit.
  • Freqüente clínicas de treino. Isso é crítico. Passe o período entre campeonatos freqüentando clínicas de treino. A ênfase deve continuar a ser treinos de basquete bem sucedidos, envolvendo mais e mais como “estudante do jogo”.
  • Decida como implementar seu “roteiro” para o sucesso. Isto abrange um amplo leque de temas. Leve em consideração:
    • Selecione o sistema ofensivo e defensivo que você irá utilizar na próxima temporada.
    • Reparta estes esquemas em treinos e procedimentos fundamentais que você irá usar para executar os esquemas.
    • Decida sobre o(s) método(s) que você vai usar para convencer seus jogadores que o(s) ataque(s) e defesa(s) que você escolheu irá ajudá-los a vencer jogos.
    • Como você irá tornar o treino divertido? Quando os treinos não são uma grande inspiração para os jogadores, eles se tornam apáticos e letárgicos. Treinar basquete envolve criar sessões de treinos que não deixem isso acontecer.
  • Enfatize a perfeição quando se trata dos fundamentos. Os fundamentos precisam ser praticados o suficiente para que se tornem instintivos na correta execução de uma situação de jogo.
  • Coloque os jogadores corretos nas posições corretas. Os bons arremessadores devem fazer a maior parte dos arremessos e ter oportunidade de fazê-los; os bons reboteadores precisam pegar os rebotes e os bons armadores precisam ter a bola em suas mãos.
  • Permita aos jogadores demonstrarem seus talentos individuais. O basquete é um esporte de equipe, mas permita aos jogadores usarem suas habilidades individuais dentro do quadro de equipe.
  • Esteja ciente dos jogadores que precisam de mais atenção e compreensão.
  • Saiba como irá disciplinar seus jogadores quando necessário. Problemas disciplinares precisam ser interrompidos ao primeiro sinal do problema. Não deixe que um problema disciplinar com um jogador se torne um problema de equipe. Ao primeiro sinal de qualquer conflito ou atrito na equipe, junte a equipe e fale sobre isso. Não afrouxe, a maioria dos problemas podem ser resolvidos rapidamente.
  • Seja crítico mas construtivo. Elogie os jogos excelentes e corrija os erros de maneira que não magoe o “espírito” ou entusiasmo do jogador.
  • Mantenha um bom relacionamento com seus jogadores. É sabido que jogadores, particularmente jogadores mais novos, jogam melhor com um treinador de que eles gostem. Isso não significa que você se tornará um amigo deles, mas significa que eles sabem que você se preocupa com eles e que está lá para ajudá-los a alcançar o mais alto nível e capacidade de jogo possível.


Confira o eBook gratuito de Jeff Haefner & Joe sobre treinos de basquete para te ajudar a ganhar mais jogos.