Como perfurar a orelha

As pessoas perfuram as orelhas desde a antiguidade, conforme provam os sítios arqueológicos. Muitas pessoas optam por perfurar a orelha para usar ornamentação pessoal, na era moderna, e há muitas opções de onde perfurar, além de outros aspectos a considerar quando se trata de perfurar a orelha. Como estes furos curam-se rapidamente, são também uma ótima opção para pessoas interessadas em explorar a possibilidade de outras perfurações ou modificações corporais, futuramente.

Tirando algum tempo para escolher uma perfuração e alguém para fazê-lo conforme é do seu gosto, e cuidando bem da sua perfuração depois, você pode ter a segurança de que o furo permanecerá em boas condições para a vida toda.

  1. Escolha onde vai perfurar. Embora a maioria das pessoas pense especificamente nos lóbulos quando ouvem falar em "perfurar a orelha", na verdade há muitos lugares na orelha que podem ser perfurados. Os lóbulos cicatrizam mais rapidamente, o que os coloca como uma primeira opção muito forte; se você escolher um furo na cartilagem, da lista abaixo, prepare-se para um período mais prolongado de cicatrização.
    • Cartilagens
    • Industrial, quando se estendem por diversos locais da orelha, por exemplo, sendo feitos dois furos; para uma variação da perfuração industrial reta clássica, você pode utilizar um adereço em curva.
    • Rook: os furos são feitos na barra fina de cartilagem horizontal que há logo acima do canal auditivo.
    • Tragus: os furos são feitos na aba curva de cartilagem que cobre o canal auditivo (colada no rosto).
    • Snug - os furos são feitos na cartilagem da orelha externa, conch - os furos são feitos tanto na orelha interna quanto na orelha externa.
    • Anti-tragus: os furos são feitos no pedacinho de cartilagem que se projeta na direção do canal auditivo, logo acima do lóbulo.
  2. Selecione a pessoa que irá perfurar a sua orelha. É altamente recomendado que você faça a perfuração da orelha com um profissional desta atividade, e utilizando agulhas próprias para isto; nos EUA, esta recomendação é feita por associações de perfuradores profissionais de orelha. Equipamento esterilizado e os serviços de um perfurador treinado reduzem dramaticamente o risco potencial de infecções, e quase sempre produzem um resultado final esteticamente mais agradável. Se você nunca furou a orelha antes, peça recomendações a amigos que já têm furos nas orelhas, ou consulte sites onde são feitos comentários e avaliações sobre estes profissionais, para encontrar alguém com uma boa reputação. Visite o estúdio de perfuração, e procure um que esteja limpo e bem-conservado, onde trabalhem pessoas que tratem você bem. Quando conversar com o perfurador que está considerando, assegure-se de que suas perguntas sejam respondidas e suas preocupações acalmadas. Se você não consegue ver um aparelho para esterilização de instrumentos, peça para ver, e não tenha receio de perguntar sobre os procedimentos de esterilização.
  3. Faça a sua perfuração.  No dia marcado para a sua sessão, coma algo leve antes de ir para não ter mal-estar (ou desmaios), e lembre-se de levar documento de identificação e dinheiro. Chegue cedo para preencher os documentos necessários, e escolher um adereço (jóia, bijuteria); este adereço permanecerá na orelha por um período de duas semanas a um mês, antes que você possa trocá-lo. No começo da sessão, o profissional irá esterilizar a área a ser perfurada, e marcá-la com uma caneta. Confira a marca em um espelho, para ter certeza de que é realmente o que você quer. Se você vai fazer perfurações combinadas nas duas orelhas, confira se as marcas estão uniformes (mesmo tamanho, mesma localização). Depois que você aprovar, o profissional irá firmar e perfurar a sua orelha, e então o adereço será afixado com a ajuda de uma agulha. Enquanto o profissional trabalha, lembre-se de respirar profundamente, e tente se concentrar em algum pensamento bom para desviar sua atenção de alguma breve dor ou desconforto.
  4. Cuide da sua perfuração. Siga cuidadosamente as instruções que você vai receber, sobre os cuidados que deve manter após o procedimento. Anote o número do telefone do profissional que o atendeu, para o caso de você ter alguma dúvida. Se surgirem sinais de infecção, consulte o profissional e procure cuidados médicos, mas não remova o adereço. Se o furo fechar, pode criar uma infecção supurativa, a qual pode tornar-se um problema extremamente sério.
Os cuidados mais comuns após a perfuração da orelha incluem lavar o local suavemente várias vezes por dia com um sabonete ou uma loção antibiótica, além de enxaguar de vez em quando com uma solução à base de sal marinho para reduzir o risco de infecção. A área perfurada deverá ser deixada aberta, ao ar livre, para ser permanentemente arejada, e o álcool não deve ser utilizado porque resseca a pele, causando dor.

Uma pequena quantidade de secreção é normal, mas se se tornar grossa e de cor estranha, pode ser um sinal de problemas.

Aproveite a ornamentação de sua orelha!