Como prevenir e tratar queda de cabelo

Não importa a idade, quase todo o mundo está preocupado com a sua aparência física e o seu aspecto. O cabelo desempenha um papel vital na aparência física e na aparência facial. Os estudos mostram que 1/3 dos homens sofre de queda de cabelo/calvície em alguma fase ou idade de suas vidas. O tipo mais comum de perda de cabelo, que afeta os homens é a chamada calvície masculina padrão (CMP), também conhecida como "alopecia androgenética". Embora a calvície masculina padrão possa começar até mesmo aos 17 anos, 50% dos severamente afetados são aqueles que se encontram no final dos vinte anos. A principal razão por detrás desta condição ainda é desconhecida, mas acredita-se que os genes e os hormônios sexuais masculinos (a testosterona) são os principais culpados.

Aqui nós iremos estudar as causas e os sintomas mais comuns da calvície masculina padrão, assim como alguns métodos confiáveis e aprovados pela FDA para prevenir e tratar a queda de cabelo.

Causas e sintomas:

  1. Compreenda que os genes são os principais contribuintes para essa condição. Se você ou algum de seus familiares próximos sofrem de calvície masculina padrão, os membros dessa família são mais propensos a desenvolver também essa condição.
  2. A testosterona é suposto desempenhar um papel importante na CMP. Nas pessoas que são afetadas pela calvície masculina padrão, o hormônio sexual masculino (testosterona, um hormônio sexual dominante no corpo do sexo masculino) está sendo transformado em Dihidrotestosterona (DHT), o que faz com que os folículos (o espaço/cavidade na pele a partir do qual cresce um cabelo) encolham. Essa redução no tamanho bloqueia o fluxo sangüíneo para as raízes e, como resultado, o cabelo recebe menos nutrição. A diminuição do fluxo sanguíneo resulta em cabelos mais finos e mais curtos em cada ciclo de crescimento até os folículos encolherem até uma dimensão em que lhes deixa de crescer cabelo.
  3. A calvície masculina padrão geralmente se inicia com a coroa. O cabelo continua a crescer mais fino e mais curto a partir da coroa e da linha da testa, resultando daí uma área careca.
  4. As mulheres também podem desenvolver esta condição. Quando as mulheres sofrem de calvície deste tipo, a situação é denominada calvície feminina padrão. Na mulher, ela começa com cabelos mais fracos e mais finos na coroa e na linha da testa, no entanto, raramente termina com uma área completamente careca.
  5. Outras condições também podem causar calvície nos homens e nas mulheres. Tomar certos medicamentos, determinadas doenças e problemas de saúde podem também resultar na queda de cabelo e calvície mas não são classificados como CMP/GPS (e estão além do escopo deste artigo).
Métodos de prevenção e tratamento:
  1. Analise a sua condição minuciosamente. Informe-se sobre a sua condição e as causas de perda de cabelo antes de passar a qualquer tipo de tratamento/remédio. Fale com o seu médico e conte-lhe a história de saúde de você e sua família.
  2. Nunca confie em anunciantes de mercado/comerciantes. Os anunciantes/comerciantes irão tentar obter a sua atenção através de diferentes produtos, como xampus e condicionadores, reivindicar uma cura para a calvície completa, mas todas elas são inúteis e, geralmente, trata-se substâncias químicas nocivas (a não ser que sejam apoiadas por provas clínicas em que se possa confiar). Todavia, lembre-se que não existe uma pílula mágica que vá resolver o seu problema de um dia para o outro como garantem muitos destes vendedores de produtos. Eles apenas utilizam palavras bonitas para persuadi-lo a comprar os seus produtos. A FDA tem registrado mais de 300000 produtos alegando tratamento/prevenção da perda de cabelo, embora nenhum tenha qualquer prova medicamente credível ou qualquer estudo de registros que provem as suas alegações.
  3. Existem apenas dois tipos de medicamentos/drogas aprovadas pela FDA para a calvície masculina padrão. Até agora, apenas duas drogas (Minoxidil e Finasterida) foram aprovados pela FDA. Estas duas drogas têm provado abrandar e inverter o processo de queda de cabelo e até mesmo em alguma percentagem, fazer voltar a crescer o cabelo.
  4. Uso de Minoxidil como tratamento para a perda de cabelo. O Minoxidil, também chamado de Rogaine, é aprovado pela FDA para o tratamento e inversão do processo de queda de cabelo. Em geral, apresenta-se em solução tópica de 2% e 5%. Os homens podem beneficiar mais com a solução a 5% enquanto que nas mulheres, a solução a 2% é suficiente para recuperar a força e a espessura dos cabelos. Você precisará aplicar cerca de 1 ml na área afetada duas vezes ao dia (de manhã e à noite antes de ir para a cama). A dose não deve exceder mais de 2 ml por dia. Levará cerca de 4 a 5 meses a ver resultados. O Minoxidil é mais eficaz na área da coroa do couro cabeludo do que na área frontal. Os novos cabelos serão finos e com menos cor no início mas, depois de algum tempo, irão tornar-se mais espessos e mais escuros. No entanto, o novo cabelo voltará a cair novamente dentro de 6 a 12 meses, se você parar de usar a droga e a calvície continuará como antes. Há alguns raros efeitos colaterais resultantes do uso do Minoxidil, tais como uma comichão no couro cabeludo, etc.
  5. A Finasterida utilizada como tratamento para a prevenção da perda de cabelo. A Finasterida, também chamada de Propecia, é outro fármaco aprovado pela FDA e que deu provas de fazer parar o cabelo de cair e de fazer voltar a crescer novos cabelos. A Propecia vem em comprimidos de 1 mg que são tomados diariamente, e os resultados podem ser vistos em cerca de 3 meses. Para obter pleno crescimento e espessura/densidade dos cabelos terá de tomar a droga durante 6 a12 meses. Este fármaco não está aprovado para utilização em mulheres. É recomendado que as mulheres grávidas não toquem sequer nos comprimidos, porque a droga pode ser absorvida pela pele (o que irá causar sérios defeitos congênitos num feto do sexo masculino). Os efeitos colaterais são raros ao tomar este medicamento, mas podem incluir baixo apetite sexual e algum desempenho sexual anormal. Como com o Minoxidil, se você parar de tomar o medicamento, o novo cabelo que cresceu irá cair  em 6 a12 meses e a calvície continuará como antes.
  6. Para obter melhores resultados mais rapidamente, utilize os dois. Eu recomendo (com base na experiência pessoal) usar tanto Minoxidil como Finasterida durante 6 a 8 meses. Se não houver mudanças na queda de cabelo ou no seu crescimento, em geral, é melhor parar de tomar a Finasterida.
  7. O transplante de cabelo é outra opção para a calvície. Outro método que hoje é amplamente utilizado por muitas celebridades é o transplante de cabelo; este método também é aprovado e tem demonstrado ser uma boa alternativa para restaurar/voltar a fazer crescer cabelos em áreas carecas. Neste método, o médico tira uma tira de pele que contenha uma boa quantidade de cabelos saudáveis da parte de trás de sua cabeça e corta-a em pedaços contendo um, dois e três pêlos em cada, e depois enxerta/planta na zona careca da cabeça. Após 6 meses, o novo cabelo saudável vai começar a crescer como cabelo normal. Este tipo de tratamento geralmente é permanente e tem menos complicações, mas a cirurgia é cara. No meu próximo artigo, vou descrever os transplantes de cabelo em maior detalhe e dar algumas recomendações sobre a maneira de realizá-los com melhores resultados.
Antes de decidir sobre qualquer dos métodos de tratamento, leve algum tempo e conversar com seu médico sobre a eventual possibilidade de complicações ou efeitos colaterais. Descubra se o seu caso é de calvície masculina padrão ou se pode ser devido a quaisquer outros motivos temporários, como os medicamentos, desnutrição, etc. Gaste o seu dinheiro sabiamente.