Como compreender a santíssima trindade

Compreender a trindade é difícil para muitos cristãos. Imagine como seria difícil para alguém que não sabe a doutrina cristã ou nunca tenha estudado a Bíblia. A trindade é um obstáculo que mantém muitos pesquisadores sérios de avançar na fé.

  • Coloque o conceito em palavras. Eu lutava com o entendimento do conceito da trindade há muito tempo. Com a minha educação cristã, era algo que me disseram que era só para entender. A resposta à minha pergunta era sempre, "É simplesmente assim." Mas quando chegou a hora de eu responder a essa mesma pergunta para os demais, eu me encontrava perdido, e ninguém deve acreditar em nada que eles mesmo não entendem, mesmo que seja apenas uma ligeira compreensão desse conceito gigantesco como a trindade.
  • Encontre uma analogia. Eu finalmente desenvolvi uma expressão nova que eu poderia explicar para os outros. Mas, é apenas uma analogia e nunca devem ser tomadas por nada mais que isso. No nosso mundo e em nossa fé, muitas vezes existem confusões quando uma pessoa simplesmente tenta trazer à tona uma questão difícil. Analogias não são nada mais do que tirar o que nós entendemos e aplicar isso aos conceitos que nós entendemos.
  • Coloque Deus em termos análogos. Na minha analogia, quero olhar para mim como Deus e meu próprio filho como o Messias. Nesse sentido, então, meus pensamentos são o meu espírito. Como seres humanos, muitas vezes nós pensamos em nós mesmos como duas entidades distintas. Os nossos corpos e nossas mentes são separados de uma maneira porque o nosso corpo é uma coisa física e os nossos pensamentos são intangíveis.
  • Coloque o Espírito de Deus em termos análogos. Nossos pensamentos são o que somos, assim como os nossos corpos são o que somos. Mas, não podemos tocar nos pensamentos. Eles simplesmente estão lá. Desse modo, podemos entender o Espírito de Deus ou o Espírito Santo. Mesmo que o Espírito Santo seja bem real e separado de Deus, foi Deus que veio à terra e apareceu perante Moisés. Sua luz era tão brilhante e Sua presença tão poderosa que Moisés não pôde levantar os olhos para Deus, ele teve que permanecer com a cabeça baixa enquanto ele falava com o Deus de Israel. Com essa imagem, é possível compreender o quão poderosa é a presença de Deus e, no entanto, o Espírito se encontra entre nós o tempo todo. Quando rezamos, quando vamos nos cultos, quando nós dirigimos e quando dormimos, o Espírito está sempre entre nós. Obviamente, Deus também está. Mas lembre-se, esta é apenas uma analogia.
  • Coloque o Messias em termos análogos. Quando eu olho para a minha filha, eu posso ver muito de mim mesmo nela. Ela tem os mesmos olhos e o mesmo nariz. Ela tem o mesmo cabelo, embora eu seja careca. Quando eu era jovem, meu cabelo era como o dela. Ela também tem o mesmo tipo de inteligência que eu tenho. Ela gosta de resolver problemas difíceis e ela gosta de refletir sobre questões. Ela ainda é uma criança, mas posso ver estas coisas nela.

    Foi assim que eu consegui chegar a uma melhor compreensão de como o Messias poderia ser o Filho de Deus e, ainda assim, Deus ao mesmo tempo. Minha filha é tanto uma parte de mim, como ela está comigo. Ela é uma pequena versão de mim. É como se nós fossemos um, e, no entanto, somos duas pessoas distintas.


Isso é o máximo que a minha expressão verbal da trindade vai. Uma vez que você pensa em si mesmo, seus pensamentos e suas crianças como uma analogia da trindade, você pode começar a entendê-la em níveis mais profundos para si mesmo. Depois, você pode se divertir criando as suas próprias analogias. É muito melhor quando todos nós podemos manifestar o nosso sistema de crenças em nossos próprios termos.