Como prevenir ataques cardíacos

Anualmente, cerca de um milhão de americanos sofrem de ataques cardíacos. A taxa de sobrevivência vem aumentando graças ao aumento da conscientização da saúde cardíaca. Muita atenção e foco tem sido gasto em educação e auxiliando sobreviventes de ataque cardíaco na prevenção de ataques cardíacos subsequentes. Há também uma maior ênfase em se conhecer os fatores de risco de ataques cardíacos e em se tomar as devidas ações médicas.

As técnicas de prevenção de um ataque cardíaco são concebidas para reduzir o risco de se desenvolver ataques cardíacos iniciais e subseqüentes. Deve se consultar seu médico antes de se iniciar qualquer regime terapêutico. Seu médico irá avaliar sua saúde cardíaca e será capaz de recomendar as medidas apropriadas de prevenção. Vários fatores como idade e histórico médico vão ter um papel em seu plano individualizado de prevenção a um ataque cardíaco.

Existem vários medicamentos que seu médico pode prescrever para ajudar na prevenção de ataques cardíacos iniciais e subsequentes. Estes medicamentos atuam em diferentes maneiras para ajudar seu coração a funcionar mais eficazmente. É importante observar que a medicação terapêutica é normalmente indicada para pessoas que já sofreram um ataque cardíaco ou, se encontram em risco de ter um. A dosagem e a frequência dos medicamentos prescritos será baseada numa avaliação médica individual. Você deve sempre tomar a medicação conforme o que foi instruído pelo seu médico a fim de garantir a eficácia e a medicação para prevenir complicações relacionadas.

  • Inibidores de Ace podem ser prescritos para ajudar seu coração a bombear o sangue com mais facilidade. Alguns inibidores de Ace comumente prescritos são o captopril e lisinopril.
  • Beta-bloqueadores podem ser prescritos para diminuir sua pressão arterial e freqüência cardíaca. Alguns bloqueadores beta comumente prescritos são o Atenolol e propanolol.
  • Medicações para afinar o sangue podem ser prescritas para garantir que seu sangue não coagule facilmente. A aspirina é muitas vezes a medicação escolhida. Mediações mais forte podem ser dada em casos mais severos.
  • Medicações de redução de colesterol também podem ser prescritas . Há uma variedade de medicações disponíveis, incluindo estatinas e fibratos. Estes medicamentos são prescritos habitualmente para pessoas que já sofreram ataques do coração.

Alterações de estilo de vida podem também ser indicados para prevenir ataques cardíacos. Você precisará fazer uma avaliação honesta do seu estilo de vida para determinar o que deve ser alterado. Estas mudanças podem ser feitas em qualquer fase da vida, mas exigem empenho para se ter melhores resultados.

  • Reduza seu nível de stress. Isso pode ser feito de várias maneiras. Se você só precisa falar com alguém ou precisar de ajuda com uma tarefa quotidiana, é importante se manter aberto para receber a ajuda de que necessita. Não tenha medo de solicitar ajuda de seus entes queridos nos seus esforços de prevenção de ataque cardíaco. Se isto não for uma opção viável, considere se juntar a grupos de apoio locais ou entre colegas de trabalho em um esforço conjunto. Existe realmente uma força nos números. Você pode arrumar um novo hobby ou até mesmo reduzir seu horário de trabalho.
  • Planeje exames médicos regulares. Muitos sintomas de doenças cardíacas não são facilmente reconhecidos. Ter um atendimento médico adequado vai permitir ser pro-ativo em sua saúde. Seu médico pode prescrever a medicação e as mudanças necessárias antes que surjam problemas. Exames médicos regulares também permitirão ao seu médico acompanhar a eficácia da medicação e do estilo de vida.
  • Se exercite e mantenha um peso saudável. O exercício físico ajuda a manter o coração saudável e um funcionamento mais eficaz. A quantidade e o tipo de exercício certo para você será determinado por uma avaliação individual. Há inúmeros opções de exercício que vão desde ioga até cardio-kickboxing. Seu médico será capaz de ajudá-lo a escolher uma opção que seja certa para você. O exercício físico também ajuda você a manter um peso adequado. Seu médico será capaz de te guiar nos objetivos da manutenção do peso.
  • Pare de fumar. Fumar aumenta o risco de ataque cardíaco. É muito importante parar completamente. A nicotina é extremamente viciante e você pode não ser capaz de sair dessa facilmente. Não tenha medo de pedir apoio a sua família. Você pode tomar medicamentos para ajudá-lo a sair do vicio. Seu médico será capaz de recomendar ou prescrever tais medicamentos.
  • Coma alimentos saudáveis ao coração. Os alimentos que são ricos em gordura saturada, colesterol e sódio podem aumentar grandemente o risco de um ataque cardíaco. Esses alimentos devem ser consumidos com cautela. Comer muitas frutas e legumes é um passo importante para a prevenção de danos às suas artérias coronárias. Peixe também é um alimento útil. Os ácidos graxos encontrados no peixe ajudam a reduzir o colesterol e também previne coágulos sanguíneos. Seu médico ou nutricionista será capaz de recomendar uma dieta que se adapte à sua avaliação individual. Lembre-se de prestar atenção aos rótulos dos alimentos, incluindo o tamanho da porção e informações nutricionais. Mudar seu regime alimentar pode ser difícil. Procure o apoio de familiares e de organizações locais.