Como planejar uma viagem a Phnom Penh, Camboja

O Camboja recentemente passou a marca de 2 milhões de chegadas turísticas e o boom está apenas começando. Vá logo pra lá, ou você irá perder uma das grandes barganhas da Ásia, a medida que o custo aumente e ele se torne uma outra Tailândia. Se você está vendo os problemas entre o Camboja e a Tailândia, não se preocupe, isso é lá em cima nas fronteiras do Norte e menos ameaça do que os incêndios da Califórnia. Angkor Wat é o grande ímã, alguns dizem que é a maior mostra arqueológicos da Ásia. Mas há muito mais no Camboja, especialmente na sua cidade capital. Phnom Penh, apelidada no passado como a Paris do Oriente, recentemente revitalizou seus parques com fontes e luzes e caprichou na herança colonial francesa dos seus edifícios. É uma cidade em crescimento onde cerca de um décimo da população do Camboja vive e onde o ritmo de vida é simplesmente ótimo.

  • Comece a pesquisar. Lembre-se, Vietnã, Laos e Tailândia são lotados nesse canto do mundo, então inclua pelo menos um desses em seu planejamento para obter o máximo de valor para sua viagem. As empresas aéreas têm alguns pacotes ótimos também, já que eles lutam mais por um menor número de passageiros. Certifique-se de checar os sites da companhias aéreas Malaysian Airlines, Cingapura Airlines e Thai Airlines. Evidentemente, há inúmeros sites na Internet que oferece dicas de viagem e pacotes turísticos.
  • Prepare os requisitos da viagem. Tudo o que precisa é de um passaporte válido. Sempre certifique-se que o passaporte é válido por pelo menos 6 meses. Você vai receber o formulário de pedido de visto no check-in ou no avião antes de aterrissar. Esteja pronto com o seu passaporte e o endereço do seu hotel ou local de acomodação. O visto de entrada única (permite-lhe um mês no Camboja) irá lhe custar $ 20. NÃO ultrapasse o período do seu Visto... isso custa! Você pode estendê-lo por mais um mês. Há outros pontos de entrada, é claro, já que você pode ir de barco ou terra a partir da Tailândia ou Vietnã. Em alguns desses, você pode obter os vistos também, mas, muitas vezes, é um aborrecimento. Você pode tentar obter um e-visto em tourismcambodia.com. Algumas nacionalidades podem não exigir vistos, portanto verifique neste site se você se qualifica.
  • Reserve o seu hotel. Existem muitos lugares para ficar, em todos os níveis de orçamento. Você pode obter um bom preço de US $ 20 a 40 por noite ou explodir o orçamento nos 5 Estrelas como o Inter-Continental e Raffles Hotel Le Royal , um dos mais antigos de Phnom Penh. Golden Gate, um hotel com administração familiar, é apenas um exemplo de lugares limpos e eficientes. Vale a pena, já que muito bons restaurantes e bares abundam na Rua 278 e área em volta. Essas estranhas criaturas, os consultores internacionais se encontram aqui em grande número. Existe uma Comme la Maison por perto para aqueles que gostam de cozinha e confeitaria francesa (baguettes de morrer), Garden Café, que é popular entre as mulheres e vegetarianos, Amok, que fará com que você ame as comidas locais Khmer e Romdeng, que é um restaurante escola para crianças de rua. Ou você também pode optar por ficar no coração da faixa turística.... Sisowath e desfrutar a vista do rio. Você pode tentar Clube de Correspondentes Estrangeiros (FCC) ou Bougainvillier. Ambos têm ótimos restaurantes e existem inúmeros na região que servem todos os tipos de cozinha. Pachara, que é uma antiga casa colonial, serve comida espanhola e magnífica paella que você pode comer à vontade aos domingos.
  • Prepare o seu cronograma. Um dia inteiro deve ser gasto em torno do Museu do Palácio Real (Royal Palace and Museum). Estes são na margem do rio e são simplesmente deslumbrantes. Caminhe pelas ruas próximas, enquanto você verá algumas galerias e ateliers onde os artistas Khmer esculpem artesanato em pedra tradicional. Você pode comprar algumas obras de arte originais a preços incríveis também. Enrole-as em um tubo e elas cabem facilmente em sua bagagem de mão. Há dezenas de lojas que vendem tecido de seda tradicional e lenços de algodão. Há dezenas de restaurantes na rua e a variedade de comida é incrível! Tome uma bebida no Clube dos Correspondentes Estrangeiros (FCC) à direita no Sisowath (Riverside) e aprecie o encontro dos rios e do tráfego constante tanto nos rios como nas ruas. Faça um passeio de barco / cruzeiro com jantar no Mekong. Incrivelmente barato! Faça compras no Mercado Central e no mercado russo. Mesmo se você não comprar nada, simplesmente passear e observar a vida no mercado é uma experiência ótima. O mercado russo está lotado de turistas e este é o lugar onde você pode encontrar peças excedentes das fábricas de vestuário como blusas Gap, J. Crew, Children's Place, e calças da Eddie Bauer. Há pilhas intermináveis de lenços de seda, almofadas, bolsas e acessórios. Experimente a vida noturna. Há tantos restaurantes e bares ao ar livre onde se pode desfrutar de uma bebida e uma noite agradável, sem ser assediado por garotas de cerveja e vendedores ambulantes. Claro que, para fãs de história, o Toul Sleng Museum e Killing Fields valem uma visita.
  • Planeje perto das comemorações Khmer. O Ano Novo Khmer que é por volta de meados de abril é uma festa alegre, já que os Khmers limpam suas casas, vestem roupa nova, jogam jogos tradicionais e oferecem comida aos monges. Eles também esfregam as estátuas de seus monges favoritos. Outro evento que vale a pena ver é assistir a Cerimônia de Aração. Esta é a forma tradicional de predição atmosférica, condições de produção agrícola e eventuais calamidades dos cambojanos. Depois da procissão de Aração Real, os bois são levados até sete bandejas douradas contendo arroz, milho, sementes de gergelim, feijão, pastagens, água e vinho. A fortuna do próximo ano depende do que os bois escolherem na bandeja. Cambojanos aguardam as previsões resultantes deste ritual anual e ainda exercem uma forte fé nestes.